10 de nov de 2012

Vaga para Auditor Ambiental no IBAMA

No próximo concurso do IBAMA existem vagas para Analistas Ambientais atuarem com Auditores Ambientais em Brasília a serem lotados em uma nova coordenação de Auditoria Ambiental. Das 60 vagas para o Tema 2 (para Brasília) cinco são (previstas) para atuarem com auditorias ambientais internas e de empreendimentos. A inscrição será até 26 de novembro de 2012.
Outras informações:


Revisão da ISO 14001 está em andamento (nova ISO 14001:2015)


A atual versão da ISO 14001:2004 iniciou seu processo de revisão, previsto para conclusão em 2015, quando será emitida a nova ISO 14001:2015.

O Comitê Técnico da ISO (ISO/TC 207) que desenvolveu a ISO 14001 já está discutindo as questões-chave relacionadas ao grupo de trabalho responsável pelo processo de revisão da ISO 14001.  

Os principais assuntos que nortearão o grupo de trabalho  são os obstáculos e oportunidades para aumentar a absorção da ISO 14001 em pequenas organizações, o controle do impacto ambiental da cadeia de valor/abastecimento, incremento na identificação e envolvimento das partes interessadas relevantes e melhorar a sistemática da comunicação externa. As 25 recomendações a serem seguidas na revisão da ISO 14001 são descritas a seguir.

Se você quer saber mais sobre nossa consultoria para implementação de Sistemas com base nas Normas ISO 14001, ISO 9001, OHSAS 18001 ou Sistema Integrado com duas ou as mais normas vá para a página da De Martini Ambiental: www.demartiniambiental.com.br

As 25 Recomendações para a ISO 14001:2015

1. Ao considerar os novos requisitos em uma revisão da ISO 14001, deve se lembrar que o padrão de SGA é uma ferramenta para melhorar a gestão ambiental - assim novas exigências não devem ser definidas de tal maneira que apenas reflitam altos níveis de excelência que poderiam dissuadir ou excluir novas organizações. O uso de "matrizes de maturidade" deve ser considerado para mostrar como requisitos poderiam ser aplicados paulatinamente.

2. Uma organização deve manter a responsabilidade para alinhar seus processos de ISO 14001 com seu ambiente e prioridades de negócio.

3. Reforçar o foco sobre assuntos tais como: transparência e responsabilidade em questões de gestão ambiental e desempenho, valor da cadeia e responsabilidade.

4.     Expressar mais claramente como a gestão ambiental pode contribuir para o desenvolvimento sustentável [o pilar fundamental da responsabilidade social (RS)].

5. Ampliar/clarificar o conceito de "prevenção de poluição".

6. Considerar outros princípios ambientais da ISO 26000 (responsabilidade social), cláusula 6.5.

7. Considerar a possibilidade de alinhar a linguagem entre a ISO 26000 e ISO 14001.

8. Esclarecer os requisitos da ISO 14001 para melhorar o desempenho ambiental.

9. Reforçar a avaliação de desempenho como parte de ISO 14001 4.5.1 (p. ex. uso de indicadores); Considerar como avaliação de desempenho é abordada na ISO 14031 (avaliação de desempenho ambiental), ISO 50001 (gestão de energia) e o EMAS III (UE Ecogestão e auditoria) e o GRI (Global Reporting Initiative).

10. Comunicar a abordagem e o mecanismo para alcançar o cumprimento da legislação na ISO 14001 (p. ex. no Anexo).

11. Abordar o conceito de "demonstração do compromisso de cumprimento da legislação".

12. Considerar a inclusão do conceito de demonstrar conhecimento e compreensão do status de conformidade da organização.

13. Enfatizar considerações estratégicas, benefícios e oportunidades de gestão ambiental para as organizações na introdução e requisitos seções.

14.  Fortalecer (em um nível estratégico), a relação entre gestão ambiental e o core business da organização, ou seja, seus produtos e serviços e a interação com as partes interessadas (incluindo clientes e fornecedores).

15. Usar texto idêntico da JTCG no "contexto da organização" para reforçar a ligação entre a gestão ambiental e a estratégia da organização geral.

16. Considerar as implicações dos novos modelos de gestão de negócios (estratégica) na aplicação da ISO 14001.

17. Elaborar Draft claro e inequívoco dos requisitos ISO 14001.

18. Fornecer orientação mais clara para evitar erros de interpretação dos requisitos do anexo A.

19. Manter a aplicabilidade da ISO 14001 para as PME, por exemplo, através da elaboração de requisitos simples e compreensíveis.

20. Considerar as informações dadas no guia 17 do CEN, Orientação para elaborar padrões para pequenas e médias empresas.

21. Abordar o conceito de ciclo de vida e as perspectivas de cadeia de valor mais claramente na identificação e avaliação dos aspectos ambientais relacionados a produtos e serviços.

22. Incluir exigências claras e orientações sobre a estratégia ambiental, design e desenvolvimento, compras, marketing e vendas, em alinhamento com as prioridades organizacionais.

23. Introduzir uma abordagem mais sistemática para identificação, consulta e comunicação com as partes interessadas sobre as questões ambientais, com base no texto JTCG.
24. Introduzir um requisito para estabelecer uma estratégia de comunicação externa, incluindo os objetivos de comunicação, identificação das partes interessadas relevantes e uma descrição do que e quando comunicar.

25. Fornecer orientação às partes interessadas externas no Anexo sobre informações relacionadas com os aspectos ambientais de produtos e serviços.

Referência: Informativo De Martini Ambiental, nov/2012
Desde que seja citada a fonte, permitimos a reprodução, em qualquer meio, de trechos ou da íntegra deste informativo, sem necessidade de autorização prévia. 

2 de nov de 2012

O teorema da alga verde



Serge Latouche mostra neste teorema da alga verde como a nossa sociedade empurra com a barriga a solução para os grandes problemas ambientais, como a crise do aquecimento global.
De Martini


Um belo dia, estimulada pelo uso excessivo de fertilizantes químicos pelos agricultores, uma pequena alga verde veio se implantar num lago muito grande. Apesar de seu crescimento anual ser rápido, uma progressão geométrica de razão 2, ninguém se preocupou. Na verdade, mesmo dobrando a cada ano, algas cobrirão a superfície do lago em trinta anos, sendo no final do vigésimo quarto ano apenas 3% de todo o lago. Com certeza, começaram a se preocupar quando as algas colonizaram a metade da superfície, gerando uma ameaça de eutrofização, ou seja, de asfixia da vida aquática. Embora para chegar a esse ponto tenha levado décadas, apenas um único ano seria suficiente para causar a morte irreparável do ecossistema do lago.


“Chegamos exatamente a este momento em que a alga verde colonizou a metade do nosso lago".
Serge Latouche 

27 de out de 2012

Livro “Gestão Ambiental de Unidades Produtivas”


Tive a grata oportunidade de participar, com uma turma só de feras de diversas universidades brasileiras, do projeto de um livro voltado para facilitar o estudo da Gestão Ambiental para os estu­dantes de Engenharia de Produção e áreas afins. É o livro “Gestão Ambiental de Unidades Produtivas”, organizado pelo Paulo José Adissi, Francisco Alves Pinheiro e Rosangela da Silva Cardoso.

Com a chancela da ABEPRO – Associação Brasileira de Engenharia de Produção, o livro reúne temas fundamentais de gestão ambiental, ferramentas de planejamento e gestão, e discussão sobre motivadores de mercado e estratégias organizacionais para o desenvolvimento sustentável.

Juntamente com o Ubirajara Mattos e o Elmo Rodrigues, participei do capítulo sobre a gestão de efluentes líquidos, em que se apresentam os aspectos históricos e conceituais relativos aos recursos hídricos e aos impactos ambientais dos efluentes não tratados e os processos de tratamento de efluente. Também traz a evolução da legislação brasileira relacionada ao assunto, além das etapas básicas de gestão de efluentes visando o uso eficiente da água, a melhoria da qualidade de efluentes gerados e a reutilização do efluente tratado. Concluindo, é sugerida uma abordagem sistemática para a gestão eficiente de efluentes, com base na metodologia bastante próxima aos engenheiros de produção: o ciclo PDCA (Planejar-Executar-Verificar-Agir).

8 de out de 2012

Poesia pós Rio+20: Drummondiana

no meio do ambiente
havia um homem
havia um homem
no meio do ambiente
que dele nasceu
e nele cresceu
no meio ambiente
havia um homem
que dele um dia
proclamou-se independente
nunca me esquecerei
que a partir desse dia
o meio ambiente
passou a ser um meio
que de inteiro virou meio

Arthur Soffiati

26 de set de 2012

Seis perguntas e respostas para entender a nova FDSR (FISPQ para resíduos perigosos)


Luiz Carlos De Martini
1. O que é a FDSR ?

A Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico - FISPQ - fornece informações sobre aspectos dos produtos químicos (substâncias ou preparados) quanto à proteção, à segurança, à saúde e ao meio ambiente, conhecimentos básicos sobre os produtos químicos, recomendações sobre medidas de proteção e ações em situação de emergência.

Agora existe também a FDSR, Ficha com Dados de Segurança de Resíduos Químicos, criada pela norma ABNT NBR 16725 “Resíduo químico — Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente — Ficha com dados de segurança de resíduos químicos (FDSR) e rotulagem”. 

Esta norma atende ao exigido no Decreto n° 2657, de 03/07/1998, que promulgou a Convenção 170 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) relativa à segurança na utilização de produtos químicos no trabalho.

A FDSR é obrigatória para os resíduos perigosos (resíduos classe I da NBR 10.004) ou pelas regulamentações de transporte de produtos perigosos (como a Resolução ANTT n° 420) e suas instruções complementares.

A NBR 16725 também criou o rótulo para as embalagens dos resíduos químicos, sendo que neste caso são para os resíduos perigosos e também para os resíduos não perigosos.

2. Quando será adotada a FDSR ?
A FDSR já é obrigatória desde 6 de julho de 2012.

3. Para que serve a FDSR ?
A FDSR, assim como o rótulo, fornece informações essenciais sobre a identificação do resíduo, seu gerador, sua classificação, sua periculosidade, as medidas de precaução no transporte, manuseio, armazenagem, além de procedimentos de emergência.

4. Quem deve elaborar a FDSR ?
A responsabilidade de elaborar a FDSR é exclusiva do gerador do resíduo perigoso.

5. Onde fica a FSDR ?
A FDSR deve ser disponibilizada ao transportador, ao receptor do resíduo, trabalhadores, profissionais da saúde e segurança, pessoal de emergência e outras partes interessadas, para que elas possam tomar as medidas necessárias relativas à segurança, saúde e meio ambiente.

6. Como a FDSR é feita ?
As FISPQs dos produtos que constituem o resíduo perigoso podem e devem ser utilizadas como fontes de informações para a elaboração da FDSR.

Desde que seja citada a fonte, permitimos a reprodução, em qualquer meio, de trechos ou da íntegra deste informativo, sem necessidade de autorização prévia.

19 de set de 2012

Tornado de fogo em SP



Redemoinhos de fogo, conhecidos nos EUA como fogo do diabo (fire devil), são raramente filmados como este em Araçatuba - SP.

Não tem nada a ver com praga bíblica apocalíptica ou coisa parecida. O incêndio sob certas condições de temperatura e correntes de ar adquire uma vorticidade vertical e faz um giro, virando este tornado com chamas. 

5 de set de 2012

50 Anos do Movimento Ambientalista


A participação pública mais ativa nas questões ambientais surgiu em 1962, quando Rachel Carson publicou Silent Spring (Primavera Silenciosa) denunciando o desaparecimento dos pássaros nos campos dos Estados Unidos provocado pelo emprego do inseticida DDT na agricultura.

O efeito do livro foi imediato: o DDT na agricultura foi proibido na maioria dos países do mundo e foi o início da responsabilidade ambiental.

A Escola de Jornalismo de Nova York consagrou Primavera Silenciosa como uma das maiores reportagens investigativas do século XX.

Em 2006, Rachel Carson foi eleita em primeiro lugar na lista do jornal britânico The Guardian das cem pessoas que mais contribuíram para a defesa do meio ambiente de todos os tempos.

27 de ago de 2012

O simbolismo da capa dO ambiente entre nós

A capa do livro "O ambiente entre nós" está sendo bastante comentada. A ideia foi conseguir colocar os nomes de todos os 23 autores, o que já ocupa quase todo a capa, e ainda sobrar espaço para passar alguma mensagem. Daí o alinhamento da letra "a" amarela tentando traduzir a transdisciplinaridade do tema "meio ambiente" que perpassa por todos os autores e mostrar que existe algo em comum entre eles, além do ambiente, claro.

18 de ago de 2012

Lançamento do Livro "O ambiente entre nós"



Na terça-feira, 14/8, foi lançado oficialmente no Sindicato das Indústrias Químicas do Estado do Rio de Janeiro - SIQUIRJ o livro "O ambiente entre nós", com a presença de autores da obra. O livro está disponível para download gratuito em www.demartiniambiental.com.br   


A obra reúne textos científicos e de saber popular com a finalidade de entender como o meio ambiente é percebido. A obra, organizada por Elmo Rodrigues e Luiz Carlos De Martini, está dividida em quatro eixos temáticos: Gestão, Governança e Responsabilidades, Mudanças Climáticas e Auditoria Ambiental.
No eixo Gestão são abordadas as mudanças de paradigmas, gerenciamento de riscos, comunicação ambiental, redução de resíduos, melhoria contínua, ferramentas e sistemas de gestão. Em Governança e Responsabilidades são tratadas questões afins com o atendimento à legislação, as sanções na ocorrência de danos ambientais e como as empresas e o poder público estão atuando para melhorar o controle. Também é proposta a prática da governança sustentável e apresentadas as tendências do seguro ambiental e abordado o tema bem-estar e ética animal.
O eixo Mudanças Climáticas apresenta uma visão opinativa sobre o assunto, sem entrar em critérios técnicos sobre gestão de CO2.  Já o eixo Auditoria Ambiental trata das auditorias que são compulsórias, daquelas que são realizadas em prestadores de serviço e das auditorias de certificação.

A Dra. Elza Neffa, ao apresentar a obra, afirma que “a perspectiva dos autores do livro de socializarem seus ensaios jornalísticos sem custo financeiro para os leitores via internet expressa a dádiva em tempos de mercantilização da vida e coloca essa produção literária na contramão da lógica capitalista integrando-se à festa de celebração do cinquentenário do De Martini.”  

13 de ago de 2012

Móveis feitos com tambor de máquina de lavar

fonte: reciclaedecora.com

A reciclagem de resíduos pode ter resultados bons, bonitos e baratos. Por exemplo, estes móveis e luminárias, todos de design sofisticado, são feitos com tambores de máquinas de lavar quebradas que iriam parar em um aterro como lixo. 



6 de ago de 2012

Meus Ex-tagiários

Tenho o maior orgulho dos meus ex-tagiários. Também... Só tem fera. Exemplos: hoje, o Fabio Bondim é top na área de SMS numa multinacional de petróleo. O Everton Oliveira faz e acontece como um gerentaço da indústria química. O Hebert Faria é o homem multipropósito. Saca tudo de finanças, marketing, informática e, até, segurança. É um colecionador de empresas e uma delas, a Porfolio Web, é que fez o site da De Martini Ambiental, do qual só recebo comentários legais.

Por isto,  quando comemoramos o Dia do Estagiário na próxima semana (18/08), comemoramos, também, a trajetória de sucesso dos meus ex-tagiários.

De Martini

21 de jul de 2012

Consciência Bicentenária - 1

O conselho abaixo parece ser novo em época de Rio+20, porém já foi feito há 223 anos, em 1789, por Manuel Ferreira da Câmara Bittencourt e Sá.
"Portanto creio que interessará muito ao estado expedir não ordens meramente, porque algumas já as tem expedido, se bem que sem proveito, mas ministros que vigiem e regulem o corte de madeiras indistintamente".A cruzada contra as motoserras e a derrubada de árvores não é de hoje...

19 de jul de 2012

Consciência Bicentenária - 2

Mais algumas frases centenárias que demonstram que, desde o Brasil Colônia, a destruição ambiental era o resultado do atraso e não do progresso, como conclui a tese de José Augusto Pádua "A degradação do berço explêndido - Um estudo sobre a tradição original da ecologia política brasileira (1786-1888)".
"E isso não têm só os que de lá vieram, mas ainda os que cá nasceram, que uns e outros usam da terra não como senhores, mas como usufrutuários, só para a desfrutarem e a deixarem destruída"
Frei Vicente de Salvador em 1697

"É incompreensível a imensa quantidade de lenha que inutilmente consome a feitura do açúcar pela construção das suas fornalhas, pois que para uma carrada de cana se requer outra de lenha"

Baltasar da Siva Lisboa em 1786

14 de jul de 2012

Gerador de energia na torneira de casa


A ideia é simples e feita para locais onde não há energia elétrica ou as interrupções são frequentes, como na África ou mesmo em algumas regiões do Brasil: gerar energia elétrica, enquanto se usa a água da torneira, através de pequenas turbinas instaladas na tubulação. 

9 de jun de 2012

Super Size Me, o filme


"Nós acreditamos que nossos clientes escolham o melhor para eles".
McDonalds 
Será que seus consumidores sabem mesmo as consequências físicas de comer/beber em fast food ? O filme "Super Size Me", aqui resumido em 7 minutos, ajuda a responder esta pergunta.

Me transforme em Super Size

- Abaixe a arma!
O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, quer proibir a venda de embalagens que contenham mais de 500 mililitros de refrigerante porque a obesidade dos americanos é um problema de saúde pública. Com isto foi acusado de violar a liberdade individual. O McDonalds defendeu-se no Twitter: "Nós acreditamos que nossos clientes escolham o melhor para eles". Será que os clientes sabem mesmo?

10 de mai de 2012

Museu de Grandes Novidades micro-ondas

Fonte: Popular Mechanics/Retronaut
Em 1950, o sonho de consumo americano era este micro-ondas gigante.

9 de mai de 2012

Seminário sobre Desigualdade Ambiental

Injustiça,  exclusão, conflito e desigualdade sócio-ambiental são problemas vivenciados por comunidades com menor poder aquisitivo que residem em regiões com atividades poluidoras ou impactadas ambientalmente.Este é um assunto muito pouco discutido. Daí, a importância do Seminário sobre Desigualdade Ambiental que será realizado, de 31/5 a 1/6, pelo IPPUR/UFRJ, sob organização do Henri Acselrad.

30 de abr de 2012

Poesia numa hora dessas? Demóstenes & cia

Ninguém é o que parece
ou o que aparece.
O essencial não há quem enxergue.
Todo mundo é só a ponta
do seu iceberg.

Luis Fernando Veríssimo

13 de abr de 2012

Chamada para a Cúpula dos Povos na Rio+20


Chamada de divulgação da Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e ambiental, contra a mercantilização da vida e em defesa dos bens comuns. O evento acontecerá de 15 a 23 de junho de 2012, de forma paralela e crítica à Conferência das Nações Unidas sober Desenvolvimento Sustentável (UNCSD), a Rio+20.

26 de mar de 2012

Outra novidade para economizar água na pia

fonte: Yank Design

Outra inovação para a economia de água no banheiro é esta torneira que tem um tubo com 1 litro de água para você controlar o consumo. Quando acabar é preciso encher o tubo antes de usar.

24 de mar de 2012

Economia de água em casa

fonte: Yank Design

Este novo medidor de volume de água e temperatura instalado na torneira da pia é uma ótima inovação para monitorar (e economizar!) o consumo de água dentro de casa. Por enquanto, só lá fora. 

9 de mar de 2012

Nova NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para Auditoria de Sistemas de Gestão

Já está pronta para ser publicada a nova norma NBR ISO 19011:2012 – Diretrizes para Auditoria de Sistemas de Gestão.
Segundo o coordenador do ABNT/CB 25 no projeto da ISO 19011, Leonam Reis, o escopo da nova NBR ISO 19011:2012 expandiu a sua aplicação para refletir a situação atual das múltiplas normas de sistemas de gestão existentes nas organizações. “O anexo A, informativo, apresenta diretrizes e exemplos ilustrativos de conhecimentos e habilidades de auditores de disciplinas específicas em gestão na segurança do transporte,em gestão do meio ambiente, em gestão da qualidade,em gestão de registros, em gestão da segurança da informação e em gestão da segurança e saúde ocupacional. O anexo B apresenta diretrizes adicionais para o planejamento e realização de auditorias”, explica ele.
Para o gerente da Petrobras e superintendente do ABNT/CB 25, Renato Pedroso Lee, foram muitas as melhorias implementadas. “Entre elas, posso destacar: o escopo foi ampliado de auditoria de sistemas de gestão da qualidade e meio ambiente para auditoria de sistemas de gestão de qualquer natureza; -a relação entre a ISO 19011 e a ISO/IEC 17021 foi esclarecida; foi introduzido o conceito de risco para auditar sistemas de gestão, tanto o risco do processo de auditoria em não atingir os seus objetivos, como a possibilidade da auditoria interferir nos processos e atividades da organização auditada; as Cláusulas 5,6 e 7 da versão de 2002, foram reorganizadas; as informações adicionais foram incluídas em um novo anexo B, resultando na remoção das caixas de textos; o processo de avaliação e de determinação de competência da equipe de auditoria tornou-se mais rígido; o uso de tecnologia para realizar auditoria remota é permitido, como por exemplo, conduzir entrevistas remotamente e analisar criticamente os registros de forma remota”.
Fonte: Qualidadeonline's blog

16 de jan de 2012

Paredão pegando fogo!


Em tempos de BBB, este cartum publicado no livro "Aquecimento global em cartuns", utiliza o humor para sempre lembrar sobre o problema das mudanças climáticas.

10 de jan de 2012

Em breve: prédio made in China


Este prédio de 30 andares construído no final de 2011 em 15 dias pode revolucionar a indústria de construção civil. A geração de resíduos na construção é muito menor e ele segue outros critérios de prédios sustentáveis, como eficiência energética. Seu método de construção também facilita a exportação para outros países.


6 de jan de 2012

Calendário Ambiental 2012


Faça o download gratuito do tradicional Calendário Ambiental da De Martini Ambiental. Nele você encontrará os prazos finais em 2012 para o atendimento aos diplomas legais ambientais importantes e datas ambientais comemorativas. Acesse a seção Tabelas e cartazes em www.demartiniambiental.com.br.