19 de ago de 2011

4º Encontro de Auditores de Sistemas de Gestão

4º Encontro de Auditores de Sistemas de Gestão

Data: 26 e 27 de outubro de 2011
26 de outubro - Minicursos
27 de outubro - Apresentações Técnicas

Local: Green Place Flat Residence Service
Rua Dr. Diogo de Faria, 1201 Vila Mariana
São Paulo/SP

Objetivos:

  • Apresentar tendências nacionais e internacionais de Sistemas de Gestão e das suas Certificações;
  • Aprimorar a competência dos auditores que já atuam no sistema;
  • Promover maior integração entre profissionais que atuam nas áreas;
  • Contribuir para aumentar o valor da certificação dos sistemas de gestão das empresas já certificadas.


Público:

  • Auditores;
  • Estudantes;
  • Colaboradores de Empresas;
  • Organismos de Certificação e treinamento;
  • Representantes da ABNT e INMETRO.

Temário

  • Tendências nacionais e internacionais dos sistemas de gestão;
  • Qualificação de auditores para certificação de sistemas de gestão;
  • Mecanismos para manutenção da capacitação dos auditores;
  • Importância das características pessoais dos auditores;
  • Auditoria como instrumento que agrega valor a sua empresa.

Secretaria do Evento

ABENDI
Rua Guapiaçu, 5 – Vila Clementino - Cep 04024-020 - São Paulo – SP
Site: www.abendi.org.br
E-mail: eventos@abendi.org.br

16 de ago de 2011

Nova NR à vista: Trabalho em Altura

Terminou na semana passada a consulta pública da proposta de texto do Ministério do Trabalho para criação de Norma Regulamentadora sobre Trabalho em Altura. Esta nova norma estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.

Entre as novidades da futura norma está a avaliação do trabalhador em altura quanto aos fatores psicossociais e exame médico voltado às patologias que poderão originar mal súbito e queda de altura.

A foto acima, do acervo do New York Times, mostra a rotina dos trabalhadores que construíram os arranhacéus em Nova York, nos anos 1920/1930.


9 de ago de 2011

Erros ao definir metas corporativas

Na semana passada, ajudei um novo cliente a redefinir suas metas corporativas da qualidade, saúde, segurança e meio ambiente. É comum encontrar organizações com metas irrelevantes para as suas atividades ou inconsistentes. Em geral, os principais erros cometidos nas empresas ao definir metas corporativas são:

O inferno está cheio de boas intenções. Metas difíceis iludem. Boas intenções não bastam se não forem realizadas. Metas podem ser desafiadoras, mas também precisam ser realistas e úteis. Mais importante do que a agressividade da meta é a qualidade da análise das informações e a definição das oportunidades que serão implementadas.

Se o cego guia o cego, ambos correm o risco de cair. Por isto, a meta deve ser mensurável para permitir o seu monitoramento, conhecer a sua evolução ao longo do tempo e permitir a correção do rumo quando necessário.

Quem tudo quer, tudo perde. É preciso não perder o foco. Empreender muitas coisas simultaneamente faz com que se desconcentre do que é importante, podendo chegar ao fim sem nenhuma.

De Martini

1 de ago de 2011

Boa ideia!

Quando os desenhos ou propagandas finalmente usarão a imagem de uma lâmpada fluorescente compacta ao invés de uma lâmpada incandescente como símbolo de boa ideia? Hoje, o consumo da fluorescente é muito maior e a lâmpada incandescente, em franco desuso, é o oposto de um símbolo inovador, já que é um invento do século XIX.

Porém, um grande problema atual da lâmpada fluorescente compacta (que consome 5 vezes menos e dura 8 vezes mais)
é o seu descarte final, pois ela contém mercúrio. No Brasil apenas 2% das 100 milhões de lampadas fluorescentes são recicladas. Este assunto não é divulgado, mas a destinação final destas novas lâmpadas poderá trazer graves problemas ambientais e de saúde pública caso não sejam feitos os controles adequados.

De Martini