5 de ago de 2013

Pequeno tratado do decrescimento sereno


Já comentei aqui no blog sobre o Serge Latouche. Ele é referência mundial em decrescimento, conceito cunhado por Nicholas Georgescu-Roegen tendo como base que o crescimento econômico não é sustentável para o ecossistema global, pois os recursos naturais são limitados para sustentar um crescimento constante.

Latouche publicou o livro "Pequeno tratado do decrescimento sereno", um ótimo título para um excelente livro em que ele questiona “o crescimento pelo crescimento”, argumenta que o decrescimento não é o “crescimento negativo” e defende o abandono do crescimento ilimitado por um “projeto alternativo para uma política do após-desenvolvimento”. O autor propõe como entrar no “circulo virtuoso do decrescimento sereno” desencadeado por oito mudan­ças interdependentes que se reforçam mutuamente, seus 8 R’s:
 
Reavaliar: promover os valores morais que deveriam predominar sobre os valores dominantes atuais;
Reconceituar: reavaliar valores acarreta em outra maneira de apreender a realidade;
Reestruturar: adaptar os processos produtivos à mudança de paradigma de produção;
Redistribuir: distribuir as riquezas e o acesso ao patrimônio natural;
Relocalizar: produzir localmente, limitando os movimentos de mercadorias e de capitais;
Reduzir: diminuir o impacto da produção e consumo sobre a biosfera;
Reutilizar/Reciclar: reduzir o desperdício.